sexta-feira, dezembro 05, 2008

Até breve - despedidas!

Viver em Maputo, sendo um estrangeiro tem seus prós e contras. Como já havia comentado Maputo é a capital de Moçambique e por este motivo recebe pessoas do mundo inteiro, a maioria a trabalho.

É possível definir a relação que temos com todas as pessoas que cruzamos em períodos: curta, média e longa duração.De longa duração posso citar o Leandro Estrela, um brasileiro que entrou em contato comigo e me trouxe para esta aventura. Tem também a Tânia Pinho, uma Portuguesa, que me ajudou no processo de adaptação em terras africanas (conheci ela por um blog!), média duração se encaixam aquelas pessoas que ficam temporadas de 06 meses para algum projeto específico e os de curta duração alguns malucos que passam 10 dias ou apenas uma semana!
E é nesse “embaralhado” de pessoas que se explica as inúmeras festas que estão rotineiramente a acontecer. Sempre de boas vindas e muitas de despedidas!

Durante os últimos meses, eu e a Thá dividimos o apartamento com mais dois colegas que conhecemos aqui em Maputo! Um deles, é o Lucas, jornalista, que agora está no Brasil (voltará em janeiro) e Victor Chateaubriand (hehehe vale a pena falar o sobrenome!) que viveu aqui durante seis meses!

Cada um que vem para cá tem uma experiência diferente, V. teve as suas e nós tivemos muitas com ele! Victor é brasileiro, tem 21 anos, é estudante de Relações Internacionais nos EUA. Esse ano passou um curto período na Tanzânia e depois veio para Moçambique.

Assim como Obama, Victor é um "gajo" do mundo! Na temporada que esteve aqui, V. além de estagiar no Banco Mundial, (isso não é para qualquer um) e estudar 1 semestre em uma universidade Moçambicana (Eduardo Mondlane), V. conseguia ir a todas as festas da cidade em uma única noite! Um fôlego invejável: Festa da Mini Saia, Coconuts, Rua d`arte, Naval, festa em casas. Sempre seguido por uma grande "malta": Bernardo, Rui e várias garotinhas!


Entre almoços, festas, conversas, jogos do Brasil e risadas (ao som de funk como um bom carioca gosta) nasceu nossa amizade. Gostaria de deixar aqui o registro deste super encontro.V. me fez pensar sobre uma possível melhora do mundo. Moçambique e a África precisam ser visitadas por este tipo de pessoa, que sabe sonham em mudar o planeta e que fazem sua parte em busca de um mundo melhor.
Deixando muitas peças de roupa aqui e levando uma mala cheia de lembranças - um monte de "cacarecos" comprados na Feira do Pau (para a felicidade dos gajos que estavam a vender os artesanatos), Victor partiu para o Brasil terça-feira, dia 02 de Dezembro.

As roupas que deixou, dividi entre a Bernadette (nossa dona do lar! e Dellen meu prof Zimbabweano). Pude ver em seus rostos o que aqueles presentes representavam. Lágrimas de agradecimento, por um gesto tão simples, que nem imaginamos o valor. Assim como David (antecessor a V.) Victor deixará muita saudades e lembranças.

Mas já está marcado, nos veremos no Brasil, algum dia!

Abraços para ti!

Gabriel e Thais

Um comentário:

Joao Costa disse...

Putz...
Foi díficil se acostumar com grandes amizades passageiras... viajar e morar fora é assim.
O bom é conseguir manter algumas que valem.